[ad_1]

Publicado: 20/09/2022 às 08:09

Atletas de ponta do Brasil falam sobre as pistas do PAN 2022.

Ao lado de Breno Hansen, Jaime Saldanha, ambos da equipe Open brasileira, fizeram uma análise sobre as pistas disponíveis para prova.

Para Jaime a maior dificuldade têm sido tão péssimas condições de terreno “muitas pistas não têm a mínima condição de realizar, porque a dificuldade pode machucar o atleta, como aconteceu com Maria Eduarda na pista 4 que torceu o pé por conta do pântano” Isso é uma temeridade afirma Jaime!

Breno que está no seu primeiro Pan, hoje morando no USA estado da Flórida disse à reportagem CBTP, que apesar de tudo, está, porém, as faixas estão mais para o estilo USPSA do que para IPSC, pois das 24 pistas já montadas 23 tem algo para ajudar ou ajudar a atacar o que dificulta a implementação do atleta e o bom ataque da arma de incidentes que podem ajudar a desclassificar as classes.

Hoje as últimas corridas que disputam fazem como 6 da prova.

Redação e Fotos: Douglas Fedóceo – direto de Frostproof – Flórida/EUA

[ad_2]

Fonte Notícia