A recompra do fuzil de assalto de Beto é um jogo perdido


Tudo Fala e Nenhum Plano?

O candidato presidencial texano Beto O’Rourke está sendo criticado por seu programa de “recompra obrigatória”, só que desta vez, vem da esquerda também.

“Inferno sim, vamos levar seu AR-15, seu AK-47.”

Pessoas de ambos os partidos estão começando a questionar se o 2% em pesquisas nacionais candidato está buscando relevância.

TOC Toc. Sem surpresa, a “compra obrigatória de armas de assalto” de O’Rourke é uma política de confisco de porta em porta – um lobo em pele de carneiro. Quando perguntado em um MSNBC semana passada durante uma entrevistaqual era seu plano para lidar com americanos desafiadores, sua resposta foi enviar policiais para recuperar fisicamente suas armas de fogo.

Quem está aí? Não Beto. Um dia depois, O’Rourke apareceu no outra entrevistae ele foi questionado novamente sobre o assunto, desta vez com Alisyn Camerota da CNN.

Alisyn Camerota, da CNN, pressionou O’Rourke: “Você espera que os atiradores em massa sigam a lei?”

O’Rourke respondeu um pouco mais nervoso: “Nossos compatriotas americanos seguirão a lei, sim”.

*Facepalm* Talvez fosse a primeira vez que Beto O’Rourke ouvia que criminosos não cumprem a lei.

Aqui estão algumas outras coisas que O’Rourke deve pensar:

  • É impossível rastrear todas as armas. Os Estados Unidos não têm um registro central de armas para as autoridades rastrearem as armas até seus donos. Boa sorte para encontrar aqueles estimados 15 a 20 milhões de “fuzis de assalto”, Beto.
  • Ele vai deixar muita gente com raiva. Os proprietários de armas constituem uma grande demografia nos Estados Unidos (cerca de 43% das famílias têm pelo menos uma arma). Papai Noel é a única pessoa que teria tempo para visitar todas aquelas casas.

Como isso afeta nossos direitos?

A cada eleição, parece que os democratas estão dispostos a ir cada vez mais à esquerda para polarizar os eleitores.



Fonte Notícia

Abrir WhatsApp
Qual sua Dúvida?
Olá ,
em que podemos Ajudar?