ABIMDE e ABES certificam a CBC como Empresa Ética


A seguir você encontra as respostas às principais dúvidas, bem como informações importantes que envolvem a posse e o uso responsável de armas de fogo e munições.

Quais os cuidados que se deve ter com uma arma de fogo?
O primeiro cuidado que se deve ter com uma arma de fogo é no armazenamento da mesma em local seguro. A arma deve ser guardada separada da munição e fora do alcance de crianças e demais pessoas não autorizadas. Outro cuidado é nunca a utilizar sem ler o manual de instruções por completo e seguir todas as recomendações de segurança, utilização e armazenagem. Nunca se deve utilizar munições que não sejam originais de fábrica sob riscos de sérios acidentes, pois a munição pode falhar no momento do disparo ou explodir dentro da arma. 

As 10 regras para utilizar armas de fogo com segurança: 
1.	Guarde as armas e as munições em lugares separados.
2.	Coloque sua arma fora do alcance de crianças e adolescentes e fale com eles sobre o cuidado que se deve ter. É melhor mantê-los informados, fazendo-os entender que não devem mexer em arma, do que simplesmente escondê-la e ignorar o assunto.
3.	Não utilize armas sem ler, na íntegra, o manual do proprietário e, na dúvida sempre procure um serviço autorizado.
4.	Sempre aponte o cano da arma para uma direção segura e só coloque o dedo no gatilho no momento do disparo. Nunca dispare em água, rocha ou quaisquer superfícies nas quais o projétil possa ricochetear.
5.	Use somente munição de procedência confiável e do mesmo calibre de sua arma.
6.	Tenha certeza de que o cano não está obstruído antes de colocar munição em sua arma.
7.	Se a arma não disparar quando o gatilho for acionado, ela deve ser mantida apontada para um local seguro. Não se exponha à culatra para evitar acidentes. Espere 30 segundos e descarregue a arma com cuidado.
8.	Não modifique ou altere sua arma e teste-a regularmente. Renove a munição a cada 6 meses para garantir o perfeito funcionamento.
9.	Durante a prática de tiro, use sempre equipamento de segurança, como óculos de proteção e protetores de ouvidos.
10.	Nunca utilize armas sob efeito de álcool ou substâncias que prejudiquem a capacidade motora.

Todo cidadão pode comprar uma arma?
Todo cidadão brasileiro ou naturalizado, maior de 25 anos, tem o direito até seis armas de uso permitido, sendo:
- Duas armas curtas, como revólveres e pistolas.
- Duas armas longas com alma raiada, como os rifles .22.
- Duas armas longas com alma lisa, como espingardas/cartucheiras.
(Lei 10.826/03 e Portaria 36-DMB/99)

Quais são os requisitos para compra e registro de uma arma?
- Ter, no mínimo, 25 anos.
- Declarar efetiva necessidade. 
- Comprovar idoneidade e inexistência de inquérito policial ou processo criminal (certidões de antecedentes criminais).
- Comprovar ocupação lícita (exemplo: holerite).
- Apresentar comprovante de residência certa.
- Comprovar capacidade técnica para o manuseio de arma de fogo (teste de tiro).
- Comprovar aptidão psicológica para o manuseio de arma de fogo (teste psicológico).
- Pagar taxa de registro de R$ 60,00.
(Lei 10.826/03 e Decreto 5.123/04).

Qual a diferença entre porte e registro?
O porte de arma não é um direito, é uma concessão da autoridade competente. Para solicitá-lo, a pessoa, além de atender a todos os pré-requisitos, deverá submeter à autoridade competente uma solicitação para o porte de arma, que poderá ser concedido ou não. Só pode transitar com arma quem possui porte. O registro da arma dá direito a manter a mesma, exclusivamente, na residência ou no local de trabalho, desde que o proprietário seja o titular ou o responsável legal do estabelecimento ou empresa.

Com que periodicidade é necessário trocar a munição?
Munições são compostas por elementos químicos sensíveis à variação de umidade e temperatura. A resposta a esta pergunta está, portanto, diretamente ligada às condições de armazenamento.

Na fábrica e nas lojas especializadas, as munições são armazenadas em locais adequados e em condições controladas. Nestas condições ideais, as munições estariam válidas por até 10 anos.

Por outro lado, independentemente do prazo, se a munição for exposta a constantes variações de umidade e temperatura, ou à contaminação por óleos lubrificantes, seu desempenho será totalmente comprometido, podendo até funcionar na arma, perdendo, porém, seus valores balísticos.

Assim, recomendamos que após sua aquisição, as munições sejam utilizadas num prazo máximo de 6 meses. Desta forma, você exercita sua condição de atirador, testa sua arma e recicla sua munição periodicamente.

Estas instruções baseiam-se também na necessidade de treinamento constante para que se possa adquirir confiança e aprimorar sua habilidade e autocontrole, indispensáveis para o uso de uma arma de fogo.

Qual a quantidade máxima de manejos que devem ser realizados, a fim de que não seja comprometido o funcionamento das munições? 
O excesso de manuseio (municiamento e desmuniciamento) pode causar danos à espoleta, estojo ou projétil. Tal condição pode comprometer o perfeito funcionamento das munições,  portanto não é recomendado utilizar repetidamente o mesmo cartucho em vários ciclos de carga e descarga no armamento.

Quantos cartuchos e munições posso adquirir por arma?
- Cartuchos .22: 300 unidades por mês.
- Munições para armas curtas: até 50 por ano.
- Cartuchos de caça: até 200 unidades por mês.

Componentes para recarga de Cartuchos de Caça:
- Estojos: até 200 unidades por mês.
- Espoletas: até 200 unidades por mês.
- Pólvora: até 1 kg por mês.

As quantidades acima informadas são válidas para aquisições por civil (cidadão ‘comum’), sendo necessária a apresentação do registro da arma (Portaria 12 COLOG/09).
Atiradores esportivos, militares, policiais e outras categorias autorizadas, podem adquirir quantidades diferenciadas de munição de acordo com a legislação específica.



Fonte Notícia

Abrir WhatsApp
Qual sua Dúvida?
Olá ,
em que podemos Ajudar?